Como a empatia no tratamento da dependência ajuda a curar

Como a empatia no tratamento da dependência ajuda a curar

Como a empatia no tratamento da dependência ajuda a curar

Usando empatia para tratar o vício

A empatia estabelece uma base sólida para muitos de nossos relacionamentos ao longo da vida – seja com a família, amigos ou até colegas. Também desempenha um papel essencial à medida que você continua no caminho da recuperação e sobriedade a longo prazo.

Na sua raiz, a empatia é descrita como sendo capaz de entender e se relacionar com as emoções dos outros. Ele preenche a lacuna entre o que você aprendeu em um ambiente de tratamento e como recuperar relacionamentos que podem ter sido prejudicados durante seu vício.

Empatia é a capacidade de se colocar no lugar de outra pessoa.

Durante o processo de recuperação, você pode experimentar uma grande variedade de emoções que o deixam vulnerável e exposto. Embora aprender a expressar empatia possa parecer inicialmente desafiador, ele pode se desenvolver com o tempo, à medida que você continua a se recuperar do vício .
O papel da empatia na terapia

A recuperação com o tempo, o abuso de drogas e álcool pode causar dificuldades na empatia. Quanto mais você alimenta seu vício, mais difícil parece consertar os relacionamentos prejudicados pelo conflito, abuso emocional e falta de compaixão decorrente da falta de empatia.

Deixar para trás os pensamentos egocêntricos, muitas vezes moldados pelo vício, pode parecer uma batalha difícil de vencer. Mas com a ajuda de um conselheiro de dependentes e o compromisso de mudar sua vida para melhor, você pode voltar à estabilidade emocional. Um programa abrangente de recuperação que envolva terapia em grupo ou individual oferecerá um ambiente de apoio para guiá-lo na superação de anos de respostas habituais e não saudáveis.

O primeiro passo para trabalhar com empatia é tornar-se consciente de suas emoções além da superfície. Em vez de ignorar o sentimento de outra pessoa, tente ver a vida através dos olhos. Você pode começar conversando com os colegas do seu centro de tratamento sobre suas experiências de dependência. Aproveite esta oportunidade para oferecer apoio e praticar a escuta empática ao se comunicar com eles. Você pode espelhar esses tipos de conversas, pois outras situações podem surgir.
Benefícios da empatia durante o tratamento

A empatia é uma ferramenta fundamental para viver uma vida gratificante. Ajuda o processo de autocura e leva você a diálogos felizes e saudáveis.

Embora cada pessoa tenha diferentes sugestões de recuperação, aqui estão vários benefícios para aplicar empatia no tratamento (Benefícios da empatia):

Evite repetir maus hábitos e pensamentos negativos
Melhore as habilidades de comunicação, levando a menos conflitos
Obtenha uma compreensão mais profunda e um nível de compaixão
Elimine atos egoístas e envolva-se em seus próprios desejos
Capacite você a ouvir com empatia, em vez de fazer julgamentos precipitados

Encontrando a clinica de recuperação correta

Uma das qualidades mais importantes ao procurar um terapeuta é a capacidade de ouvir e entender ativamente seus sentimentos – sem colocar palavras na boca. Um terapeuta deve ser sensível à recuperação do vício, em vez de usar a teoria do “amor difícil”.

Você quer uma pessoa de mente aberta … pode dizer se ela está realmente pensando em suas necessidades e quem você é como pessoa, ou se está apenas tentando vender um produto para você.

Encontrar a combinação certa ao procurar um terapeuta é extremamente importante – afinal, você estará trabalhando junto com essa pessoa em vários objetivos pessoais. Ao escolher um terapeuta, considere o seguinte:

  • Reveja sua experiência em ajudar a tratar aqueles em recuperação de dependência. Alguém com foco no vício será capaz de lhe dar mais insights sobre seus sentimentos.
  • Pergunte sobre os tipos de tratamento disponíveis. Alguns terapeutas podem se concentrar principalmente em um método de tratamento, enquanto outros combinam vários métodos personalizados para suas necessidades.
    Determine seu nível de conforto ao trabalhar com um terapeuta. Garanta que você seja aberto e honesto com essa pessoa e não oculte informações.
  • Considere se o terapeuta ouve seus pensamentos e sentimentos. Se eles entenderem seu problema, poderão fornecer maneiras melhores de melhorar seu estado de espírito atual.
    Decida se você se sente seguro ao conversar com o terapeuta. O aconselhamento pode trazer lembranças dolorosas, mas você deve sempre se sentir seguro ao passar por momentos difíceis.

Após várias sessões com um terapeuta, você deve saber se é o ajuste certo. Entenda também que não há atalhos no caminho da recuperação; portanto, seja paciente com seu progresso. Atingir uma mentalidade mais saudável lhe dará a força necessária para permanecer sóbrio.

 

Para mais informações, entre em contato conosco via WhatsApp ou pelo telefone informado no site.