Tarja preta: como acontece a dependência de medicamentos controlados

Abuso de medicamentos controlados – tarja preta ou medicamentos prescritos – é o consumo de um medicamento de prescrição de uma forma não pretendida pelos médicos. O abuso de drogas prescritas ou o uso problemático inclui desde tomar o analgésico prescrito de um amigo para sua dor nas costas até cheirar ou injetar pílulas moídas para ficar “chapado”. O abuso de tarjas pretas pode se tornar contínuo e compulsivo, apesar das consequências negativas.

Um problema crescente, o abuso de medicamentos tarja preta pode afetar todas as faixas etárias, incluindo adolescentes. Os medicamentos prescritos com mais frequência incluem analgésicos opióides, medicamentos ansiolíticos, sedativos e estimulantes.

A identificação precoce do abuso de medicamentos controlados e a intervenção podem impedir que o problema se transforme em dependência.

Sintomas que revelam dependência de medicamentos

Sinais e sintomas de abuso de medicamentos tarja preta dependem da droga específica. Por causa de suas propriedades que alteram a mente, os medicamentos prescritos mais comumente abusados são:

Opióides usados para tratar a dor. Por exemplo: medicamentos contendo oxicodona e aqueles que contêm hidrocodona.

Medicamentos ansiolíticos e sedativos, como alprazolam (Xanax) e diazepam (Valium), e hipnóticos, como zolpidem (Ambien), usados para tratar ansiedade e distúrbios do sono.

Estimulantes, como metilfenidato (Ritalina, Concerta, outros), dextroanfetamina e anfetamina (Adderall XR, Mydayis) e dextroanfetamina (Dexedrine), usados para tratar o transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH) e certos distúrbios do sono.

Quando buscar tratamento

Converse com seu médico se você acha que pode ter um problema com o uso de medicamentos controlados. Você pode se sentir envergonhado de falar sobre isso – mas lembre-se de que os profissionais médicos são treinados para ajudá-lo, não para julgá-lo. É mais fácil lidar com o problema cedo, antes que ele se torne um vício e leve a problemas mais sérios.

Causas da dependência em medicamentos Tarja Preta

Adolescentes e adultos abusam de medicamentos prescritos por vários motivos, como:

• Para se sentir bem ou ficar chapado

• Para relaxar ou aliviar a tensão

• Para reduzir o apetite ou aumentar o estado de alerta

• Para experimentar os efeitos mentais da substância

• Para manter um vício e evitar a abstinência

• Ser aceito pelos colegas ou ser social

• Para tentar melhorar a concentração e o desempenho acadêmico ou profissional

Fatores de risco do uso de medicamentos sem controle

Algumas pessoas temem que possam se tornar viciadas em tarja preta, como analgésicos prescritos após a cirurgia. Mas você pode reduzir seu risco seguindo cuidadosamente as instruções do seu médico sobre como tomar sua medicação.

O abuso de medicamentos prescritos pode acontecer em qualquer idade, mas geralmente começa em adolescentes ou adultos jovens.

Os fatores de risco para o abuso de medicamentos prescritos incluem:

• Vícios passados ou presentes de outras substâncias, incluindo álcool e tabaco

• História familiar de problemas de abuso de substâncias

• Certas condições psiquiátricas pré-existentes

• Exposição à pressão dos colegas ou a um ambiente social onde há uso de drogas

• Acesso mais fácil a medicamentos prescritos, como ter medicamentos prescritos no armário de remédios em casa

• Falta de conhecimento sobre medicamentos prescritos e seus possíveis danos

Idosos e abuso de medicamentos prescritos

O abuso de tarja preta por idosos é um problema crescente, especialmente quando eles combinam drogas com álcool. Ter vários problemas de saúde e tomar várias drogas pode colocar os idosos em risco de usar drogas ou se tornarem viciados.

Complicações do abuso de medicamentos

Abusar de medicamentos controlados pode causar uma série de problemas. Os tarja preta podem ser especialmente perigosos – e até levar à morte – quando tomados em altas doses, quando combinados com outros medicamentos prescritos ou certos medicamentos sem receita, ou quando tomados com álcool ou drogas ilegais ou recreativas.

Consequências médicas

Aqui estão alguns exemplos de consequências graves do abuso de medicamentos prescritos:

• Os opióides podem causar pressão arterial baixa, diminuição da frequência respiratória e potencial para parar a respiração ou coma. A overdose tem um risco significativo de morte.

• Medicamentos anti-ansiedade e sedativos podem causar problemas de memória, pressão arterial baixa e respiração lenta. A sobredosagem pode causar coma ou morte. A interrupção abrupta da medicação pode causar sintomas de abstinência que podem incluir hiperatividade do sistema nervoso e convulsões.

• Os estimulantes podem causar temperatura corporal perigosamente alta, problemas cardíacos, pressão alta, convulsões ou tremores, alucinações, agressividade e paranóia.

Dependência física e química

Como as drogas de prescrição comumente abusadas ativam o centro de recompensa do cérebro, é possível desenvolver dependência química e física.

• Dependência física ou tolerância. É a resposta do corpo ao uso prolongado. As pessoas que são fisicamente dependentes de um medicamento podem precisar de doses mais altas para obter os mesmos efeitos e podem apresentar sintomas de abstinência ao reduzir ou interromper abruptamente o medicamento. A dependência física também pode se tornar evidente se uma droga à qual o corpo se ajusta ao longo do tempo, mesmo sem mudança de dosagem, for interrompida abruptamente.

• Dependência química. As pessoas também buscam uma droga compulsivamente e continuam a usá-la mesmo quando essa droga causa problemas significativos em suas vidas.

Prevenção

O abuso de medicamentos prescritos pode ocorrer em pessoas que precisam de analgésicos, sedativos ou estimulantes para tratar uma condição médica. Se você está tomando uma droga comumente de maneira abusada, aqui estão algumas maneiras de reduzir seu risco:

•  Certifique-se de que está recebendo a medicação certa. Certifique-se de que seu médico entenda claramente sua condição e os sinais e sintomas. Informe o seu médico sobre todas as suas prescrições, bem como medicamentos de venda livre, ervas e suplementos e uso de álcool e outras drogas. Pergunte ao seu médico se existe um medicamento alternativo com ingredientes que tenham menos potencial de dependência.

•  Verifique com seu médico. Converse com seu médico regularmente para se certificar de que a medicação que você está tomando está funcionando e que você está tomando a dose certa.

•  Siga as instruções com cuidado. Use sua medicação da maneira que foi prescrita. Não pare ou altere a dose de um medicamento por conta própria se parecer que não está funcionando sem conversar com seu médico. Por exemplo, se você estiver tomando um analgésico que não está controlando adequadamente sua dor, não tome mais.

•  Saiba o que sua medicação faz. Pergunte ao seu médico ou farmacêutico sobre os efeitos da sua medicação, para que você saiba o que esperar. Verifique também se outras drogas, produtos de venda livre ou álcool devem ser evitados ao tomar este medicamento.

• Nunca use a receita de outra pessoa. Todos são diferentes. Mesmo se você tiver uma condição médica semelhante, pode não ser o medicamento ou a dose certa para você.

• Não peça prescrições on-line, a menos que sejam de uma farmácia confiável. Alguns sites vendem medicamentos prescritos e não prescritos falsificados que podem ser perigosos.

• Descarte corretamente os medicamentos. Não deixe medicamentos não utilizados ou vencidos ao redor. Verifique o rótulo ou o guia de informações do paciente para obter instruções sobre o descarte ou peça conselhos ao seu farmacêutico sobre o descarte.

Caso o problema persista, entre em contato com uma clínica especializada, para a realização de um tratamento avançado da dependência de medicamentos controlados.