Se uma pessoa não for tratada, os episódios de mania relacionada ao bipolar podem durar entre 3 e 6 meses. Os episódios de depressão tendem a durar mais, geralmente de 6 a 12 meses. Mas, com um tratamento eficaz, os episódios geralmente melhoram em cerca de 3 meses. A maioria das pessoas com transtorno bipolar pode ser tratada com uma combinação de diferentes tratamentos.


tratamento do transtorno bipolar
tratamento do transtorno bipolar

Tratamento do Transtorno Bipolar

O tratamento para o transtorno bipolar visa reduzir a gravidade e o número de episódios de depressão e mania para permitir uma vida o mais normal possível.

Tratamento de Transtornos Bipolar​

Eles podem incluir um ou mais dos seguintes:

  • medicamento para prevenir episódios de mania e depressão – estes são conhecidos como estabilizadores de humor, e você os toma todos os dias a longo prazo
  • medicamento para tratar os principais sintomas de depressão e mania quando eles acontecem
  • aprender a reconhecer os gatilhos e sinais de um episódio de depressão ou mania
  • tratamento psicológico – como terapias de fala, que ajudam a lidar com a depressão e fornecem conselhos sobre como melhorar os relacionamentos
  • conselhos sobre estilo de vida – como fazer exercícios regularmente , planejar atividades de que você goste e que lhe proporcionem uma sensação de realização e conselhos sobre como melhorar sua dieta e dormir mais

A maioria das pessoas com transtorno bipolar pode receber a maior parte do tratamento sem ter que ficar no hospital.Mas pode ser necessário tratamento hospitalar se os seus sintomas forem graves ou se você estiver sendo tratado de acordo com a Lei de Saúde Mental, pois há o risco de você se  auto-ferir ou machucar outras pessoas.Em algumas circunstâncias, você pode fazer tratamento em um hospital diurno e voltar para casa à noite.

Caracteriza-se pela ocorrência de episódios de mania (exaltação do humor, euforia, hiperatividade, loquacidade exagerada, diminuição da necessidade de sono, exacerbação da sexualidade e comprometimento da crítica), comumente alternados com períodos de depressão e de normalidade.

As fases maníacas caracterizam-se ainda pela aceleração do pensamento, distraibilidade e incapacidade de dirigir a atividade para metas definidas (embora haja aumento da atividade, a pessoa não consegue ordenar as ações de forma a alcançar objetivos precisos).

Quando em seu quadro típico, as fases maníacas prejudicam ou impedem o desempenho profissional e as atividades sociais, não raramente expondo os pacientes a situações embaraçosas e a riscos variados (dirigir sem cuidado, fazer gastos excessivos, riscos sexuais, etc.).

Em casos mais graves os pacientes podem apresentar delírios de grandeza ou de poder, acompanhando a exaltação do humor; delírios de perseguição, alucinações (raras).

Há de ser reconhecer também um outro tipo de TAB denominado de hipomania ou mania mitigada, não temos a gravidade apresentada nos quadros maníacos, mas que também necessita de tratamento especializado.

Tanto os quadros de depressão maior, TAB tipo I (mania) e TAB II (hipomania e com sintomas depressivos ) podem demandar situações de emergência e/ou internação psiquiátrica e necessitam de uma estrutura com psiquiatra 24 horas. Nós disponibilizamos esse tratamento.

Aprendendo a reconhecer gatilhos para o transtorno bipolar

Se você tem transtorno bipolar, pode aprender a reconhecer os sinais de alerta de um episódio de mania ou depressão que se aproxima.

Um agente comunitário de saúde mental, como uma enfermeira psiquiátrica, pode ajudá-lo a identificar os primeiros sinais de recaída de sua história.

Isso não evitará que o episódio ocorra, mas permitirá que você obtenha ajuda a tempo.

Isso pode significar fazer algumas mudanças em seu tratamento, talvez adicionando um antidepressivo ou antipsicótico ao medicamento estabilizador do humor que você já está tomando.

O seu médico de família ou especialista pode aconselhá-lo sobre isso.

Tratamento psicológico para o transtorno bipolar

Algumas pessoas consideram o tratamento psicológico útil quando usado junto com medicamentos entre episódios de mania ou depressão.

Isso pode incluir:

O tratamento psicológico geralmente consiste em cerca de 16 sessões. Cada sessão dura uma hora e dura um período de 6 a 9 meses.

Gravidez e medicamentos bipolares

Um dos principais problemas é que os riscos de tomar medicamentos bipolares durante a gravidez não são bem compreendidos.

Se você está grávida e tem transtorno bipolar, um plano por escrito para o seu tratamento deve ser desenvolvido o mais rápido possível.

O plano deve ser elaborado com você, seu parceiro, seu obstetra (especialista em gravidez), parteira, médico de família e visitadora de saúde.

Os medicamentos a seguir não são prescritos rotineiramente para mulheres grávidas com transtorno bipolar, pois podem prejudicar o bebê:

  • valproato
  • carbamazepina
  • lítio
  • lamotrigina
  • paroxetina
  • benzodiazepínicos (tranquilizantes), como diazepam (Valium) e lorazepam (Ativan)

Se engravidar enquanto toma um medicamento prescrito para o transtorno bipolar, é importante que não pare de tomá-lo antes de conversar com seu médico sobre o assunto.

Se um medicamento bipolar for prescrito para o transtorno bipolar após o nascimento do bebê, isso também pode afetar sua decisão de amamentar.

O seu farmacêutico, parteira ou equipa de saúde mental podem aconselhá-la com base nas suas circunstâncias.

Entre em contato conosco, pois não importa o quão grave seja a sua situação ou quantas vezes você tenha se submetido ao Tratamento para o Transtornos Bipolar a recuperação é sempre possível e estamos aqui para te ajudar!